três poemas

1.

eu vi meu amor andando no mangue
e ela viu o que em mim há de mais humano:
a lama

vi uma constelação dentro da boca dela,
quando ela riu
eu me desfiz

vi a rota de fuga
dentro do rio
e fugi pros braços dela de mar

2.

caminhos, corpo e etc…

It’s a long way

o poema depois que o poema invade o poema sua veia orta o poema percorre o poema os glóbulos coloridos do seu corpo o poema toma forma de gente o poema dentro das pequenas estruturas do seu eu criança quieta-medrosa o poema cheira a tua pele o poema esbraveja calor o poema dentro dos olhos o poema morde tua língua o poema secou a fonte da dor o poema nasceu o poema reproduziu o poema multiplicou o poema detesta o poema ser esquecido o poema morreu de tédio ouvindo o poema o barulho das buzinas o poema na sacada o poema da casa 37 o poema bicicleta o poema peito o poema teto o poema espelho o poema momento o poema teste o poema jeito o poema cd o poema moto luto mala duro o poema beleza sujeito parente o equidistante reluzente imprudente monstruoso o poema não o poema pé o poema zé o poema way o poema no caminho do meu corpo

3.

eu tinha um calo
no coração
um calo de sangue.
lembro de como
as pessoas, os homens
calçados com coturnos
pisaram meu peito.
foram muitos anos
de guerra fria
marcando minha pele
e dedos apontados para mim em tribunais
regidos por urubus religiosos

com a agulha fina da luta,
estourei o calo de sangue
e dentro do meu estômago nasceu uma gangue.
mandei decepar todos
os dedos apontados,
e diante dos homens alfa
regogitei meus pecados todos.
abri as pernas sangrentas de natureza
e pixei meu nome na parede da vergonha máscula e branca.
armei minhas aliadas,
e delas recebi abraços,
sem baixar as armas.
onde tinha ferida
há uma hemorragia de luta e vida.
uma vida não mais cativa,
uma vida feminina,
uma vida nega,
uma vida guerra,
em vidas combativas

Patricia Naia nasceu em São Paulo e atualmente mora em Pernambuco. Preta, feminista, autora do livro O punho fechado no fio da navalha. Estudante de letras, pesquisadora na área de gênero e literatura. Autora do Zine Poemargem e do blog Legítima defesa.