domados

Surtos curtos de ímpetos abruptos
Sustos afoitos de corpos revoltos
Suspiros, respiros dos amantes mundos
Soltos, loucos de mar sem porto

Nascem, morrem, reconstroem e doem

Puros clamores de ardentes coros
Risos tímidos, sem promessa nem votos
Espelhos, relevos, suor de todos os poros
Sumos, vozes de silêncios loucos

Cantam, clamam e até sambam.

| do livro Palavras Ressentidas, Editora Giostri, 2015 |

Vanessa Dourado é escritora e feminista latino-americana. É autora do livro Palavras Ressentidas e colaboradora na Revista Berro, vive em Buenos Aires.