entre dezembros e dores

Não caiu chuva
Rolou no peito
Uma lágrima
De angústia profunda
De perder até jeito
E nos bares
Dilaceram-se alegrias
Melodias caem lês-a-lês
Regando-me de pavor
Pois eu cá fora
Deambulo entre defuntos
Noturnos,
Sangue a beira da estrada
Murcha o meu caixote
Onde passo dia e noites frias
Relendo dezembros
Que vão e idos
Sem ter um lar
Nem quem me olhe
Com o olho destro
E me amem falsamente
Como se ama
Quem nunca se amou

Jeconias Mocumbi (1997), pseudônimo de Edilson Sostino Mocumbi, nasceu em Xai-Xai, distrito de Gaza, Moçambique. Vive atualmente em Maputo. Contacto: mocumbi53@gmail.com