paz

aprendi a abraçar insultos
e afagar ofensas

seguro as agressões com as mãos
e sorrio enquanto as observo
como um palhaço obsceno
segurando explosivos
numa creche de crianças refugiadas

um sorriso laminado
iluminando o rosto plácido
e o coração repousando
numa manjedoura sob as oliveiras
do outono em Teerã

a paz se parece
com uma gargalhada alcoolizada
do caos

Aldo de Oliveira Junior é natural de São Paulo, vivendo em Ribeirão Preto. Poeta, é autor dos livros O que silencia (Alternativa Books, 2014) e A moça com olhos de sessão da tarde (Penalux, 2016).